• Vida Empreendedora
  • Quero Começar a Empreender

    empreendedorismo_administrando-a-vida
    Imagem

    Pensando naqueles que desejam iniciar sua jornada como empreendedores, querem empreender e que nunca empreenderam, resolvi fazer este post. O objetivo é mostrar estratégias simples de empreendedorismo, mostrar pequenas formas de exercer, treinar e desenvolver o empreendedorismo.

    Sou a favor de desenvolver o empreendedorismo na infância, mas não vou entrar nesse mérito. Caso você leitor, seja criança e queira empreender, peça autorização de seus pais e responsáveis. O mesmo vale para você, leitor jovem que ainda mora com seus pais ou responsáveis e deve obediência a eles. 

    Se você já é adulto e for comentar com alguém de confiança sobre sua vontade de empreender – seja um cônjuge, namorado ou amigo – esteja preparado caso não receba apoio, pois muitos vão dizer “isso não vai dar certo”. Por isso sugiro que você pense bem antes de falar para alguém que vai empreender, e avalie se a pessoa tem mesmo razão, pode ser que ela tenha e cabe à você decidir se vai seguir com a ideia ou não. Quanto menos pessoas souberem é melhor (menos é mais). Quanto aos especialistas como administradores e contadores, esses sim devem ser consultados e ouvidos depois que você estiver decidido a se aventurar no seu empreendimento.

    Outro detalhe importante é estudar muuuuito! Se você ainda é estudante e resolveu conciliar trabalho com estudos, não deixe a “peteca cair”, mantenha a qualidade de seus estudos. Você pode deixar de empreender, mas jamais deixe de estudar.

    Mesmo se você não é mais estudante, se já terminou seus estudos, estude sobre seu negócio, sobre seu empreendimento, sobre o que está acontecendo a sua volta. Leia livros, revistas, jornais, assista noticiários, esteja antenado. E qualifique-se para seu negócio. Somos eternos aprendizes, aqui no blog até digo que somos aprendentes. Invista na sua cultura, na sua educação e no seu conhecimento. O Brasil não precisa de mais empreendedores ignorantes e incultos (#desabafo).

    Observe suas características empreendedoras, tem alguns posts aqui sobre elas. Observe quais você tem, quais você ainda não tem e quais você quer e precisa desenvolver. Não se preocupe se não tiver todas, ninguém tem, ninguém é perfeito. Agora se você tem a minoria, acho melhor rever se está na hora de começar a empreender. SE mesmo assim decidir que está na hora, comece com cautela e focado em desenvolver suas características.

    Os pais e responsáveis também podem observar seus filhos crianças e jovens e seus comportamentos empreendedores. Cabe à vocês incentivá-los ou até orientá-los, principalmente aos adolescentes que são muito impulsivos e podem correr riscos em excesso achando que estão empreendendo. Não se preocupem se eles forem empreendedores, não quer dizer que serão empresários no futuro. O espírito empreendedor é necessário em todas as profissões.

    Já contei aqui sobre algumas “invenções” que fiz na minha infância e adolescência. Eu comecei a trabalhar muito cedo, mas encarava isso como uma diversão. Minha mãe me ensinou as tarefas domésticas (que confesso que não gostava de fazer) e me ensinou alguns de seus trabalhos manuais, como ponto cruz e noções básicas de costura à mão. Depois fiz aulas de pintura em tecido e, na sequência já comecei a trabalhar, por volta de 11 anos.  Não era nada muito pesado, a rotina era tranquila e meus estudos sempre foram prioridade. Digo isso, pois muitos pais tem receio de que seus filhos trabalhem e que isso atrapalhe os estudos. Cada caso é um caso, penso que os pais podem fazer uma experiência e, se perceberem que não está sendo positivo ou que está atrapalhando os estudos nada impede de que seus filhos parem para se dedicar aos estudos. Além de meu exemplo pessoal, eu observava meus alunos que trabalhavam e estudavam desde a adolescência, ainda no ensino médio e, como professora  enxergava isso como algo bem positivo na sala de aula: eles tinham mais responsabilidade, mais compromisso, trabalhavam melhor em equipe e tinham mais pró-atividade. Eu já bordei vestidos de noiva e de festas em geral, já arrematei em confecção, já vendi produtos porta-a-porta e se fosse boa cozinheira ia fazer algo para vender como sanduíches ou doces. Tudo que me geraria uma “graninha extra” e que não atrapalharia meus estudos e minha vida em geral, eu fazia. Estou contando isso pois sou empreendedora e meus pais perceberam isso na minha infância, por isso nunca me proibiram, apenas me limitavam visando o que era melhor para mim. Também estou contando para mostrar que não era nada que me sacrificava, eram trabalhos com carga horária leve, eu não fazia horas extras e não perdia horas de sono.

    Bom, independente se você é jovem ou adulto e quer empreender e nunca fez isso, mesmo você que tem um sonho de montar seu próprio negócio, sugiro que antes de montar seu negócio e de embarcar de vez no empreendedorismo, que experimente empreender com pequenas coisas. Trabalhos extras como fazer artesanatos e vender, fazer doces ou salgados e vender, prestar serviços como bordar, fazer serviços bancários, tomar conta de uma criança, vender ou revender produtos porta-a-porta e etc. 

    Esses trabalhos vão lhe ajudar a desenvolver suas características empreendedoras. Sugiro principalmente vender ou revender produtos porta-a-porta. Muitas empresas dão essa opção, você desenvolverá atividades como controlar suas vendas, suas encomendas, suas entregas, buscar novos clientes, fidelizar clientes, controlar seus ganhos, fazer cobranças, melhorar sua comunicação e negociação, ou seja: fará de tudo um pouquinho que acontece numa pequena empresa onde o empreendedor atua em vendas, marketing, finanças, recursos humanos e toma decisões em geral.

    Faça essa experiência! Depois da experiência você vai ter uma percepção melhor de como é trabalhar por sua própria conta. Se decidir não continuar na autonomia, seu empreendedorismo será muito bem vindo em qualquer empresa onde você possa vir a trabalhar como empregado. Empregados também precisam ser empreendedores e essa característica é muito visada por recrutadores para contratar para usa equipe de profissionais pessoas que de fato possam contribuir com a empresa.

    Se quer começar a empreender, comece! Mas comece com algo simples, possível e vá treinando para fazer o impossível!

    Espero ter ajudado e no post seguinte falarei mais para você quer mesmo é montar seu negócio, aguarde!

    Até mais!

     

     

     

    Share Button

    Deixe uma resposta