• Administrando a Vida
  • Ferramenta Diagrama de Causa e Efeito na Vida Pessoal

    diagrama-causa-efeito-peixe-6m-ishikawa

    A ferramenta da qualidade que vamos trazer do mundo das empresas para nossa vida pessoal no post de hoje é o Diagrama de Causa e Efeito ou Diagrama Espinha de Peixe ou Diagrama de Ishikawa ou Diagrama 6 M. Quantos nomes para a mesma ferramenta!

    Diagrama de Causa e Efeito: Em sua representação são mostradas as causas que levam a um efeito ou a um problema, dependendo do contexto. 

    Diagrama Espinha de Peixe: Sua representação lembra o desenho de uma espinha de peixe, onde cada grupo de causas lembra espinhas e o grupo das causas lembra o “esqueleto” (dá para entender?) de um peixe. O efeito ou o problema é representado pela cabeça do peixe.

    Diagrama de Ishikawa: A ferramenta recebe o nome de seu criador, o  engenheiro químico japonês Kaoru Ishikawa, que propôs a ferramenta em 1943, quando trabalhava com controle da qualidade.

    Diagrama 6 M: A representação do diagrama é bastante conhecida na indústria, onde as causas são agrupadas em seis palavras que começam com M, não há uma ordem específica, sendo elas: método, máquina, medida, meio ambiente, mão de obra e material. Daí o nome 6M.

    Independente do nome, a representação no diagrama é uma forma simples e pode ser até rascunhada manualmente, o objetivo é listar problemas que estão causando algo, partindo do princípio que toda causa tem um efeito. Então é usado para descobrir o que está causando algo através da construção de um raciocínio que pode ser individual ou em grupo. Numa empresa é bem comum contruí-lo em grupo, mas na vida pessoal você pode usá-lo individualmente.

    E dá para usá-lo na vida pessoal? Sim, em vários aspectos, basta pensar em um problema que você está enfrentando e pensar o que será que está causando esse problema, ou seja, esse efeito. A partir daí é só listar as causas que você encontrou e ir montando o desenho, tentando agrupá-las por semelhança. Digo tentando, porque não necessariamente você vai ter 6 grupos de causas ou até mesmo nem terá 6 causas. O importante é identificar a causa ou as causas, anotá-la ou listá-las e a partir daí pensar em estratégias para reduzir ou eliminar a causa/as causas.

    Por exemplo, se sua casa está muito bagunçada, o problema é “casa bagunçada”, que, na verdade é um efeito, é preciso pensar no que está causando a bagunça na casa.

    Se você pensa no problema casa bagunçada, a solução parece óbvia, arrumar a casa. Mas não é tão simples ou obvio assim. Usando o raciocínio do diagrama, primeiramente pensaremos no que causa a bagunça na casa, para reduzir ou eliminar as causas, assim a arrumação será muito mais eficiente. Usando até mesmo o modelo que já traz os “6 m”, vamos tentar encaixar, vou usar uma hipótese, suponhamos que você começou a pensar nas causas da casa estar bagunçada e começou a montar seu diagrama, à mão livre mesmo:

    diagrama-causa-efeito-peixe-6m-ishikawa-administrando-a-vida

    Viu como visualmente fica mais fácil identificar a “raiz dos males”? Sem contar que, se não fosse o raciocínio do diagrama, se só listássemos o que achávamos ser causa do problema, talvez não pensaríamos no meio ambiente ou na colaboração dos membros da família para manter a casa arrumada. Você pode até ficar na dúvida se determinada causa está no grupo certo, mas isso não importa, é só para termos um norteador, o importante é identificar a causa. Por exemplo: fiquei na dúvida se a causa “falta de divisão das tarefas domésticas” era do grupo Mão de Obra ou do grupo Método, então mantive na minha primeira opção. Deu para entender? (Se não deu pode deixar a dúvida nos comentários).

    Se quiser outros exemplos da aplicação da ferramenta para outra causa/problema pessoal pode me avisar nos comentários que disponibilizo aqui, com prazer!

    Não tenho nenhum pronto, porque faço rascunho mesmo, só mesmo para ter um raciocínio e tomar decisão bem rápido, mas uso muito, até para identificar causas em problemas bem pessoais ou emocionais.

    E o mais importante ao usar o diagrama é tomar decisão! Não precisa fazer um desenho lindo, nem ter a mesma quantidade de espinhas, nem uma quantidade certa de grupos e de causas: é identificar problemas, aliás causas de problemas e pensar em estratégias de como eliminá-las.

    Espero ter ajudado!

    Até mais!

    Share Button

    Deixe uma resposta