• Vida Empreendedora
  • Jesus: Modelo de Empreededorismo

    empreendedorismo-de-jesus

    Queria trazer neste post um modelo de empreendedor de sucesso destacando as 10 características empreendedoras. Pesquisei sobre meus empreendedores preferidos e cheguei a conclusão que o meu preferido de todos é a prova de que todos nós podemos empreender e que isso não significa ter uma empresa, pois ele não teve.

    Estou falando de Jesus Cristo. Antes de mais nada gostaria de dizer que o post não é polêmico, sou cristã, mas respeito quem não é, inclusive os leitores que não são. A ideia não é falar de um modelo cristão, mas de um modelo empreendedor, sem ponto de vista religioso.

    Busca de Oportunidade e Iniciativa: Jesus agia para expandir seu trabalho de evangelização a novas áreas, passando por várias cidades. Ele buscava oportunidades para pregar o evangelho e para transformar e curar pessoas. Essas oportunidades, muitas da vezes, eram fora do comum para os padrões da época. Quando essas não existiam, ele as criava. Tinha iniciativa desde a infância, podemos destacar o episódio em que ele estava no templo entre os doutores da lei. Em todos os milagres que realizou percebemos que agiu com iniciativa, fazia as coisas antes de solicitado. 

    Persistência: Jesus é sem dúvida um exemplo de persistência e pregava isso em seus ensinamentos, pois ensinava a ter fé, a acreditar. Agia diante de obstáculos significativos. Persistia em seus objetivos mesmo desagradando algumas pessoas, mesmo sofrendo e sendo perseguido. Várias passagens bíblicas mencionam a persistência.

    Comprometimento: Jesus era alguém comprometido e responsável. Assumia responsabilidade pessoal por solucionar problemas e colaborava com seus discípulos. Esforçava-se para ajudar as pessoas, sempre com boa vontade.

    Exigência de Qualidade e Eficiência: Jesus agia de maneira a exceder os padrões de excelência e era eficiente em tudo que fazia. Incentivava as pessoas a serem melhores, cada vez melhores. “Sede vós perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos Céus.” Mateus 5:48. Dentro do contexto de empreendedorismo, podemos entender essa perfeição como excelência e eficiência nas ações, buscando a cada ação, ser alguém melhor.

    Correr riscos calculados: Jesus foi um homem à frente de seu tempo, ele corria riscos calculados pois, às vezes fazia coisas que não eram bem vistas ou bem aceitas pela a sociedade da época e isso desafiava os “doutores da lei”. Porém ele fazia, correndo riscos, visando seu objetivo maior.

    Estabelecimento de metas: Jesus demonstrava ser determinado em seus objetivos e conseguiu atingi-los. Estudos realizados sobre a inteligência de Cristo mostram que ele tinha metas bem estabelecidas. 

    Busca de informação: Jesus buscava conhecer a história de vida das pessoas, numa época em que a informação não era difundida como é atualmente, ele tornou-se fonte de informação para muitos que o seguem até os dias de hoje.

    Planejamento e Monitoramento Sistemático: Jesus planejava suas ações e compartilhava seus planos com seus discípulos. Ele monitorava seus planos, sempre dialogando com os seus, e usava o sistema de parábolas para fazer com que as pessoas entendessem com clareza seus ensinamentos.

    Persuasão e rede de contatos: Jesus gostava de se aproximar das pessoas, principalmente das pessoas simples. Montou sua equipe de trabalho enxergando qualidades de seus discípulos, até as não óbvias. Influenciava muito as pessoas, sempre positivamente. Sempre agia para desenvolver relacionamentos pessoais.

    Independência e autoconfiança: Jesus não tinha nenhum status social, mas sabia da sua riqueza interior, sabia da sua capacidade, do seu potencial e agia com bastante autonomia e independência. Mantinha seu ponto de vista, mesmo diante da oposição ou de resultados inicialmente desanimadores.

     

    Jesus é, sem dúvida, um modelo de empreendedor para mim. 

    E você, já percebeu alguma característica empreendedora de Jesus?

    Até mais!

     

     

    Share Button

    Deixe uma resposta