• Vida Financeira
  • 10 Dicas para aproveitar o Black Friday

     

    Imagem
    Imagem

    Daqui a vinte dias teremos o Black Friday, algumas lojas já anteciparam suas promoções devido ao nosso cenário econômico que desfavorece o comércio.

    Com muitas pessoas desempregadas, moeda desvalorizada, dólar alto e clientes comprando menos, sabemos que o black friday deste ano não vai ter resultados muito positivos. Quem está economizando, cortando custos e evitando fazer compras provavelmente vai evitar o Black Friday.

    Eu estou nessa de economizar, porém estou precisando de comprar algumas coisas e estou pensando seriamente em aproveitar o Black Friday. Se este também é seu caso, separei algumas dicas que podem ajudar a comprar evitando compras por impulso:

    1- Faça uma lista do que quer comprar

    Liste o que você deseja comprar, fazendo um checklist simples. A vantagem da lista é que, com ela em mãos, você poderá analisar o que realmente precisa comprar, fazer orçamentos, comparar preços e ofertas, ou seja: a lista é o ponto de partida para as próximas etapas que veremos nas próximas dicas.

    2 – Avalie a lista considerando necessidade x desejo

    Leia os itens de sua lista, perguntando-se em cada um deles:

    • Eu preciso desse produto? ou
    • Eu quero esse produto?
    • Por que eu preciso desse produto? ou
    • Por que eu quero esse produto?

    Responda para você mesmo essas perguntas, você descobrirá se realmente precisa comprar cada produto ou se tem um motivo justo para querer comprar cada produto. Nessa etapa já dá para riscar alguns itens que são desnecessários, aqueles nos quais você teve dificuldades de responder as perguntas. Existe uma teoria na administração, em marketing, que fala sobre necessidades e desejos, o que é algo muito pessoal e que varia de pessoa para pessoa. (Se quiser faço um post sobre isso, deixe nos comentários). 

    3 – Comprometa-se com o que cabe no seu bolso

    Além de fazer a lista, você precisa checar o quanto está disposto a pagar e o quanto você pode pagar. Aqui é preciso considerar quanto de valor disponível mensal você tem livre para se comprometer. Não é quanto de limite tem no cartão de crédito e nem é quanto você ganha por mês. É quanto você tem, após pagar todos os compromissos do mês (água, luz, telefone, etc) com seu salário líquido (o que você recebe após o desconto dos impostos). Se tiver dúvidas, leia outros posts da categoria vida financeira onde explico melhor. 

    4 – Faça orçamentos antes

    Lista feita, itens riscados, é hora de começar a fazer orçamentos para saber quanto custa cada produto independente do Black Friday. A ideia é saber quanto custa o item antes do dia da grande promoção, até mesmo para não cair em propagandas enganosas. Nessa etapa, você pode anotar o nome da loja e o preço na frente do nome do produto. 

    5 – Observe se realmente é promoção

    Algumas empresas aumentam o preço do produto pouco antes da promoção e divulgam o preço aumentado para quando divulgarem o preço promocional o desconto cause um impacto maior. Por exemplo*: um smartphone que custa “R$ 800,00” no seu preço normal, aparece na promoção como custando “de R$ 1000,00 por R$ 600,00”. Aí temos a ilusão de que o desconto é de R$ 400,00 – 40%, quando na verdade é de R$ 200,00 – 20%. Faça orçamentos o quanto antes e fique atento!

    6 – Pesquise e compare preços

    Com a lista em mãos e com o preço normal anotado, faça pesquisas nas lojas comparando preços. Considere lojas on line e lojas físicas também. No black friday os clientes costumam comprar mais nas lojas on line do que nas lojas físicas, devido a praticidade de comprar via internet. A dica de considerar as duas é porque como o comércio está fraco, as lojas físicas estão com promoções que podem ser interessantes se comparadas ao black friday das lojas on line. 

    7 – Priorize lojas que você confia

    Ao fazer suas pesquisas de comparação de preços, priorize lojas que você confia para evitar possíveis aborrecimentos e insatisfações com as compras. Se você já compra nessa loja e confia, ok. Se você nunca comprou nessa loja e acha que sua promoção é interessante, pesquise também sobre a confiabilidade da loja: veja a avaliação de clientes, a avaliação da loja, veja se há reclamações da loja. Lembre-se de que todas as lojas tem reclamação, então observe se a reclamação não é exagerada e se a loja resolveu o problema.

    8 – Simule compras incluindo frete

    Nas lojas on line, simule compras colocando itens no carrinho e calculando frete. Aqui há vários pontos de atenção:

    • Se o frete é grátis – observe se o valor do frete já está inserido no produto, caso ele custe mais caro que o mesmo produto em outra loja. Neste caso, considere simular compra na loja que tem frete e compare os valores finais.
    • Se o frete é grátis para determinado produto – se for comprar mais de um produto na mesma loja, um com frete grátis e outro não, o frete de um deles pode não compensar a compra. Neste caso, simule a compra do produto com frete nessa loja em outra sem frete e compare os dois.
    • Se o valor do frete é alto – se o produto for pesado o valor do frete pode não compensar a compra. Neste caso compare preço com uma loja física da sua cidade que obviamente não tem frete e compare os valores finais.
    • Se o frete é cumulativo – se for comprar vários produtos numa mesma loja, a cada produto no carrinho o valor do frete sofre alterações devido ao peso. Neste caso, simule comprar produtos separadamente em outras lojas calculando frete e compare resultados. Provavelmente comprar tudo na mesma loja ficará mais barato, mas pode ser que encontre um dos produtos sem frete em outra loja, tire-o do carrinho e compare o preço final.

    Se você preferir e gostar de fazer planilhas, vale colocar os resultados dos orçamentos, pesquisas e simulações nela. Se quiser um modelo de planilha, é só pedir nos comentários que disponibilizo para você!  😉 

    9 – Só compre o que estiver na lista

    Na hora de realizar a compra ou mesmo na hora das pesquisas, o vendedor da loja física ou o site pode sugerir outros produtos que não estão na sua lista. Cuidado, caso queira levar em consideração sem comprar por impulso, faça o dever de casa: faça todas as etapas que você já fez com os produtos da lista desde a dica n°2, só então considere comprar. Se fizer o dever de casa e mesmo assim quiser considerar a compra, inclua o item na lista. Do contrário, se não der tempo de fazer o dever de casa, não compre, isso é comprar por impulso, você já está inclinado a comprar  e as chances de se arrepender são grandes.

    10 – Negocie sempre

    Um dos segredos de quem faz boas compras é a negociação. Nas compras on line essa negociação se transforma em comparação, que é o que vimos em dicas anteriores: orçamento, pesquisa, simulação. Nas lojas físicas há mais abertura para negociar, e com o comércio fraco, como disse anteriormente, as lojas estão mais abertas a negociação: peça descontos, peça para cobrir oferta do concorrente… claro que algumas lojas vão dizer não, mas o não você já tem, então não custa tentar.

    Dica bônus

    Não “morcegue” em horário de trabalho, kk! Fazer pesquisas on line ou “bater perna” em lojas físicas demanda tempo… então nada de chegar atrasado no serviço porque estava rodando nas lojas ou de fingir que está trabalhando e ficar comprando on line. Vamos nos organizar, afinal de contas, ninguém quer correr o risco de perder o emprego e aumentar a lista dos milhões de desempregados no país.

    Espero que as dicas sejam úteis!

    Boas compras!

    Até mais!

    *Valores fictícios apenas para fins de exemplificação.

     

    Share Button

    Deixe uma resposta