• Vida Financeira
  • Como sair das dívidas

     

    Imagem
    Imagem

    Demorei um pouco, mas voltei para continuarmos a falar sobre as dicas do post Administrando Finanças Pessoais, hoje a dica é a n° 7 do post : Pague suas dívidas:

    “Suponhamos que você já tem dívidas atrasadas e agora decidiu a administrar sua vida financeira. O primeiro passo para acertar sua vida é pagar essas dívidas. Não quero causar polêmicas, só estou dizendo que se você quer ter sucesso financeiro precisa quitar suas dívidas. Com planejamento mensal, cortando gastos desnecessários e mantendo em dia o pagamento das contas que estão surgindo, provavelmente sobrará um saldo positivo para você. Se ainda assim for pouco para pagar o que você deve, faça pequenos sacrifícios: trabalhe um pouco mais para ter uma renda extra, corte gastos que não são tão desnecessários por um tempo determinado até pagar sua dívida (lembre-se que será por uma boa causa).”

    Vamos por partes:

    Queira pagar suas dívidas

    Para sair das dívidas, é preciso quitá-las, ou seja, pagá-las e eliminá-las de sua vida. Tudo começa com a decisão de querer pagar, tome essa decisão, assuma que você quer pagar aquilo que você deve.

    Apure o que você deve

    Decisão tomada, é hora de apurar o que você deve. Sugiro que você faça uma lista de suas dívidas, anote tudo aquilo que você deve e a quanto tempo deve. Depois de anotar, você vai analisar a lista que você criou: qual é a maior dívida? Qual está mais atrasada? Qual você pagará juros maiores? Qual você gostaria de eliminar primeiro?

    Classifique por ordem de importância

    Com a lista em mãos e a análise feita, sugiro que você classifique suas dívidas por ordem de importância, crie uma ordem respondendo a pergunta: qual você quer pagar primeiro? Especialistas sugerem que você pague aquela que acarreta mais juros, pois quanto mais o tempo passar, mais juros você vai pagar. Esta é uma opção, mas eu dou outras opções, pois acho que cada pessoa vai ter suas particularidades:

    • Você pode optar por pagar primeiro aquela que for maior, assim vai sentir que  está se livrando de um “peso enorme”.
    • Você pode optar por pagar primeiro aquela que for menor, assim vai sentir que começou a pagar suas dívidas.
    • Você pode optar por pagar a que está mais atrasada, assim, vai favorecer a quem você deve há mais tempo.
    • Você pode optar por pagar a mais recente, assim vai priorizar a que tem menor tempo de atraso
    • Você pode optar por pagar várias ao mesmo tempo, assim vai resolver vários problemas de uma só vez.

    Só você será capaz de decidir por onde começar, qual você acha melhor pagar primeiro de acordo com sua realidade, o importante é pagar, o importante é começar!

    Dê o primeiro passo

    Decidido por onde começar, comece! O passo mais importante é o primeiro! Saia da sua zona de conforto, procure a quem você deve e diga que quer pagar. Assim você vai começar uma negociação, tentar chegar num acordo bom para ambas as partes. Aqui cabe a questão da empatia: coloque-se no lugar de quem está cobrando e que precisa receber por aquilo que você escolheu adquirir. Digo isso pois já trabalhei fazendo cobranças e a maior dificuldade que eu via nas negociações é a falta de empatia do cliente que está devendo, por ele achar que uma negociação tem que favorecer apenas à ele.

    Comprometa-se e pague

    Feita a negociação, as datas e valores determinados devem ser honrados, aqui você precisa certificar-se de que na data combinada terá o valor para pagar. Marque as datas em sua agenda, separe o dinheiro e pague no dia!

    Não faça novas dívidas

    Pode parecer imposição de minha parte, mas não é. É um alerta para que você não entre num ciclo vicioso: acabou de pagar uma dívida e já quer fazer outra. Não emende uma dívida na outra, assim que quitar sua(s) dívida(s) atual(is) espere um pouco, junte um montante, siga outras dicas daqui do blog para que, quando for fazer uma outra dívida, que seja algo bem pensado, bem planejado, e que seja para adquirir algo que vai te fazer bem e não parar adquirir um problema financeiro!

    Espero que esse post seja útil pois demorei muito para fazê-lo, falar de dívidas é algo delicado.

    Até mais!

    Share Button

    Deixe uma resposta