• Vida Motivada
  • História para acordar: O doidinho da aldeia

    Imagem
    Imagem

    Há histórias que nos ajudam a dormir, há histórias que nos ajudam a acordar! Essa história é bem popular, de autor desconhecido. A primeira vez que a ouvi eu trabalhava como auxiliar de escritório e desde então passei a viver com metas. Recentemente a ouvi de novo num curso que fiz. Mesmo que você já a conheça, vale a pena ler, pois sua mensagem vai de encontro aos assuntos que vimos no blog durante esses dias: Direção, Objetivos e Metas. Boa leitura!

    O doidinho da aldeia (Autor Desconhecido)

    Era uma vez um viajante que, ao passar por uma aldeia, avistou um bosque que chamou sua atenção: em vários troncos de árvores haviam alvos desenhados e flechas atiradas bem no centro dos mesmos. O viajante resolveu parar naquela aldeia e ficou curioso: viu que em alguns lugares da aldeia como em portas, muros e paredes também haviam desenhos de alvos. O viajante entrou em um comércio local e perguntou para um atendente sobre os alvos. O atendente, atencioso, explicou-lhe que era o “doidinho da aldeia” quem fazia os alvos e acertava as flechas. Então, mais curioso ainda ficou o viajante, pois como o atendente poderia se referir a alguém que acertava as flechas bem no alvo como “doidinho”? E quis conhecer o tal “doidinho”. Não foi difícil encontrá-lo, caminhando pela pequena aldeia avistou um rapaz pintando um alvo em torno de uma flecha. Aproximou-se e perguntou: “Então este é o seu segredo, você atira a flecha e depois marca o alvo?” E o doidinho respondeu: “Sim, assim é bem mais fácil: atiro a flecha em qualquer lugar e pinto o alvo em volta, não tem erro!”

    Que possamos refletir:

    • Será que estamos agindo como o “doidinho da aldeia”?
    • Para onde você quer ir? Onde você quer chegar?
    • Lembre-se: “Para quem não sabe para onde vai, qualquer direção serve”.

    Até mais!

    Share Button

    Deixe uma resposta