• Administrando a Vida
  • As áreas da vida, segundo a roda da vida

    Fonte
    Fonte

    Quando queremos dar uma direção para nossa vida ou mudar a direção da nossa vida, precisamos focar em objetivos. Na vida, podemos ter vários objetivos e, se começarmos a pensar em todos os nossos objetivos ao mesmo tempo, em tudo que queremos que realizar, em todas as nossas metas, podemos ficar angustiados, frustrados e sem direção num primeiro momento. Isso ocorre por querermos tudo ao mesmo tempo e por não sabermos por onde começar para atingir nossos objetivos.

    “Grandes jornadas começam com os primeiros passos”. É preciso começar, e para começar, uma ferramenta que nos ajuda muito é a roda da vida. A roda é uma figura, um círculo que representa  nossa vida subdividida em quatro quadrantes principais: pessoal, profissional, relacionamentos e qualidade de vida. Cada quadrante, por sua vez, se divide em três áreas principais. No quadrante pessoal temos as áreas de saúde e disposição, desenvolvimento intelectual e equilíbrio emocional. No quadrante profissional temos as áreas de realização e propósito, recursos financeiros e contribuição social. No quadrante relacionamento temos as áreas família, desenvolvimento amoroso e vida social. Por fim, no quadrante qualidade de vida temos criatividade, hobbies e diversão, plenitude e felicidade e espiritualidade. No total são 12 áreas chaves e podemos traçar objetivos para cada uma delas. Optei por citar as áreas a partir da leitura da figura abaixo no sentido horário, porém, não existe uma ordem, por isso a representação circular, fazendo uma analogia com nossa vida que é um ciclo.

    Fonte
    Fonte

    Olhando para a figura acima, somos convidados a refletir e a avaliar quais as áreas de nossas vidas estão precisando de mais atenção, quais precisam ser administradas com mais prioridade. Claro que todas as áreas da vida merecem atenção, mas sabemos que perfeição não existe e que, se quisermos fazer tudo ao mesmo tempo, a angústia e a ansiedade provavelmente vão nos amarrar e não vamos sair do lugar em que estamos. Então vamos devagar, vamos priorizar o que estiver mais fácil de resolver ou que estiver mais difícil mas que estiver lhe incomodando mais, fica a seu critério.

    Podemos notar que, de acordo com a figura, cada área da vida apresenta uma escala de 1 a 10. Podemos fazer a autoavaliação de como está cada área, atribuindo uma nota de 1 a 10 e marcando a essa nota na imagem. Essa autoavaliação precisa ser sincera, para que você tenha uma percepção real do que precisa focar primeiro  para atingir seus objetivos. Faça com calma, não existe certo ou errado, apenas seja sincero consigo mesmo! Depois de avaliar todas as áreas, ou seja, de marcar uma nota em cada uma delas, você pode ligar os pontos, de uma nota a outra, formando uma nova figura, um gráfico radial. Note que esse novo gráfico que vai se formar é cheio de altos e baixos, mas não se preocupe, nossa vida de fato tem altos e baixos, ninguém é perfeito. A ideia é observar qual área está melhor e qual área precisa de mais atenção. Depois de avaliar todas as áreas, você vai refletir qual área da sua vida você vai priorizar e administrar primeiro. Você pode optar por escolher a área que teve a nota mais baixa e provavelmente é aquela que você está deixando de lado. Ou pode optar por escolher a área que teve uma nota média ou alta mas que provavelmente é aquela que está mais fácil de melhorar. Também pode perceber que precisa primeiro resolver algo em uma área que vai influenciar em outra. A escolha depende de você, depende de sua realidade, do momento que está vivendo. O importante é que escolha a área por onde vai começar e comece!

    Algo que fiz e que funcionou para mim, foi classificar as áreas em ordem de importância de acordo com minha realidade, de 1 a 12. Em seguida associei aos meses do ano, sendo a primeira área associada ao mês vigente. Assim, durante um ano, em cada mês eu estabelecia e cumpria metas de uma área. Ao final de um ano, pude perceber o quanto eu tinha mudado minha vida para melhor! É claro que foi um objetivo de mudança pessoal, não dá para fazer isso por tempo indeterminado mesmo porque a vida é cíclica, todas as áreas funcionam simultaneamente. Mas serviu para redirecionar minha vida!

    Convido você a experimentar essa ferramenta! A avaliação é rápida e simples de ser feita, e vale a pena para administrar a vida.

    Vamos fazer a avaliação?!

    Na próxima postagem a gente continua com a roda da vida, até mais!

     

     

     

     

    Share Button

    Deixe uma resposta